A Airbus pretende oferecer janelas dimerizáveis ​​eletronicamente, com a chamada “persiana eletrônica” como uma opção nos seus aviões da família A350.

A fabricante não tem planejamento de colocar essa atualização em outros produtos da sua linha, e disse que vai revelar mais detalhes na Aircraft Interiors Expo, que ocorre na Alemanha no final de março deste ano.

As janelas eletronicamente reguláveis ​​permitem alterar gradualmente o nível de transparência e são oferecidas como alternativa às persianas de plástico.

“O produto também incorpora uma solução de controle térmico que impede que a energia infravermelha entre na cabine, diminuindo a dependência dos sistemas de ar condicionado”, disse a Gentex, fornecedora dessa tecnologia para a Airbus.

Foto – Divulgação

A empresa afirma que suas janelas apresentam uma “transição de alta velocidade” entre total transparência e escuridão, acrescentando que a empresa desenvolveu uma nova capacidade “ultra escura”, pedido da Airbus, que ficou incomodada sobre a capacidade da tecnologia de realizar o bloqueio total da luz.

A Gentex alega que essa nova janelas escurece duas vezes mais rápido que os designs anteriores e se tornam “100 vezes mais escuras”, eliminando mais de 99,999% da luz visível.

A “persiana eletrônica” é fornecida no Boeing 787 Dreamliner de série, desde a sua concepção, mas no projeto do A350XWB a Airbus optou por algumas simplificações, como forma de facilitar a certificação da aeronave.


As vantagens desse sistema é um alívio de peso considerável na aeronave, principalmente às de grande porte, como o A350, além da entrega ao passageiro de uma maior sensação de modernidade no interior.

Entre as atualizações que o A350 recebeu desde 2013 está o sistema de baterias de lítio-ion, existente no Boeing 787 desde a sua certificação. Além disso o A350 ganhou versões de longo alcance, e recentemente um cockpit com telas touchscreen.

 

DEIXE UMA RESPOSTA