O novo conceito da Airbus está virando realidade. Recentemente a fabricante europeia concluiu os testes no sistema de propulsão do novo carro-voador para uso urbano, os testes incluíram o desempenho individual das hélices, quando acionadas por motores elétricos de 100 KW produzidos pela Siemens, além disso um teste em conjunto com dois motores foi realizado para determinar a integração do sistema.

“Agora temos uma melhor compreensão do desempenho do sistema inovador de propulsão elétrica do CityAirbus, continuaremos a amadurecer essa tecnologia através de testes rigorosos no veículo demonstrador de voo em escala real”, disse Marius Bebesel, engenheiro chefe do programa CityAirbus.

Os primeiros testes do CityAirbus serão em solo, com o demonstrador em escala real citado acima, no primeiro semestre de 2018 a Airbus deve atingir a capacidade de operação dos motores e sistema elétrico, quando estes serão ligados pela primeira vez no protótipo de testes. Com essa parte importante já desenvolvida, o primeiro voo acontecerá nos últimos meses de 2018, através de pilotagem remota, com presença de pilotos assim que o projeto for amadurecendo.

O CityAirbus é um veículo com capacidade de decolar e pousar verticalmente, como um helicóptero, e funciona também como uma base para desenvolver outro novo conceito da Airbus, que está sendo feito em parceria com a Italdesign. O destaque do CityAirbus é a facilidade de controle, além da estabilidade proporcionada pelas 4 hélices.

Os motores do CityAirbus são totalmente elétricos e funcionam através de baterias, a capacidade é para transportar até 4 passageiros com possibilidade de atingir 120km/h durante o voo. Para facilitar a certificação inicialmente o novo conceito da Airbus precisará de um curso de pilotagem, mas a fabricante afirma que o veículo terá capacidade autônoma no futuro.

O intuito da Airbus é que esse novo conceito seja capaz de aliviar o trânsito em cidades congestionadas e com muitos helipontos, como São Paulo e Nova York. O foco será na ligação de pontos importantes de uma cidade, como do Aeroporto para o Centro. A certificação está prevista para 2023.