Mesmo com poucos anos de mercado, a Airbus lançará em breve uma atualização para melhorar ainda mais a economia de combustível do A350.

A atualização mexe com a parte aerodinâmica da aeronave, através da implementação de winglets com maior tamanho, aumentando a envergadura da aeronave e diminuindo o arrasto com o ar.

Os novos winglets serão lançados até o final de 2018, e disponibilizados como “pacote padrão” para os clientes. A Airbus disse que a alteração será mínima, e a envergadura permanecerá perto dos 65 metros de comprimento.

O novo winglet para o A350 é inspirado no Sharklet, utilizado na família A320neo, e pode melhorar em até 2% o consumo do A350XWB (considerando o A350-1000). Além de aumentar a altura desse componente, a Airbus alterou o design para melhorar o fluxo de ar.

 

Você pode conferir mais fotos do novo winglet Clicando Aqui.

 

Versão de longo alcance

Está nos planos da Airbus a construção de uma versão de longo alcance do A350XWB, porém essa demoraria alguns anos até a tecnologia permitir tal avanço.

A nova aeronave, conhecida também como A350-900ULR, irá receber um incremento no MTOW (peso máximo de decolagem) de 5 toneladas, assim irá passar de 275 toneladas do atual -900 para 280t. A capacidade de combustível também irá aumentar em 24 mil litros. O novo range de operação estimado para o ULR é para 16120km de voos sem pausas, que resulta em 1800km a mais em rota.

Os novos winglets, junto com as atualizações nos motores, serão responsáveis por uma ligeira melhora no consumo e autonomia da versão ULR.