Foto - Via Avianca

Na noite desta segunda-feira (18/03) o desembargador Ricardo Negrão, da 2ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, determinou que a ordem de posse de 10 aeronaves para a Aircastle fosse concedida, esses aviões estão operando na frota da Avianca Brasil em regime de leasing.

De acordo com o juiz, a companhia não cumpriu a ordem emitida em janeiro para manter o pagamento em dia da parcela mensal do leasing, como uma condição para a justiça manter os aviões na frota da empresa durante o período de recuperação judicial.

No mesmo dia a Avianca Brasil apresentou um plano de recuperação judicial alinhado com a proposta da Azul Linhas Aéreas, que demonstrou interessa na UPI Life Air com parte do operacional da Avianca, incluindo até 28 aeronaves e 70 slots.

Os aviões envolvidos nessa decisão do Ricardo Negrão são da Constitution Aircraft, que desde antes da RJ ser anunciada, trava uma batalha para retomar a posse de aeronaves que estão operando na Avianca Brasil.

A companhia disse que vai recorrer novamente da decisão judicial, como anteriormente, quando o STJ aprovou que as aeronaves ficassem na frota da companhia.