Foto - Boeing/Reprodução

A Alaska Airlines fez recentemente uma conversão de encomendas, trocando o Boeing 737 MAX 8 pelo 737 MAX 9, aumentando assim a sua capacidade futura de passageiros transportados.

O Boeing 737 MAX 8 transporta até 178 passageiros em duas classes, enquanto o 737 MAX 9 transporta 193 passageiros em duas classes, significando um aumento substancial na oferta com a mesma autonomia de voo.

A reformulação foi ainda mais completa, e atinge uma outra conversão de encomendas, do 737-800 para o 737 MAX 9. Cerca de 15 encomendas da série NG foram transferidas para a geração mais nova.

A Alaska também aproveitou para adiar algumas entregas. Em 2019 a empresa receberá somente 12 novas aeronaves, metade do previsto, e postergou essas entregas distribuindo melhor até 2022. As entregas de 2018 da Alaska permanecem inalteradas, a empresa espera receber mais dois A321neo, sete 737-900ER e 22 aviões E175 até o final do ano.

A Alaska Airlines vai receber o primeiro 737 MAX 9 em 2019, sendo que as 32 aeronaves serão entregues até 2023. Com isso a companhia vai aumentar em 4% anualmente a oferta de assentos nos próximos dois anos, e em seguida para 6,5%.