Alaska Airlines Boeing 737 MAX

(Reuters) A Alaska Airlines anunciou ontem(12) a sua nova encomenda para aviões Boeing 737 MAX, além dos 17 aviões da Embraer. A medida que a vacinação avança, a demanda está sendo retomada gradativamente e com isso a empesa tende a reforçar a sua malha e sua frota.

As entregas dos 13 Boeings 737 MAX devem acontecer entre 2023 e 2024, esse novo pedido reforça a encomenda já realizada pela Alaska no final de 2020. Os primeiros nove aviões devem ser entregues em 2023.

O Embraer 175 encomendado pela Alaska vai reforçar a oferta de assentos da empresa voltada para o mercado regional. As entregas deverão ocorrer entre 2022 e 2023, elevando o número de aeronaves para 111.

“O Alasca espera que as viagens domésticas retornem aos níveis anteriores ao COVID até o verão de 2022, o que exigirá mais aeronaves em todo o Air Group”, disse a Alaska Airlines.