Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Alaska Airlines Boeing 737 MAX

A Alaska Airlines declarou nesta última terça-feira (30) que fez um acordo com a Boeing para exercer um direito de compra para 23 aviões do modelo 737 MAX 9.

Desta forma, a companhia aumentou a sua encomenda total para o 737 MAX em mais 23 aeronaves, em um acordo avaliado em US$ 2,96 bilhões. A Alaska ainda manteve mais 15 opções de compra para o 737 MAX, com slots de entrega reservados entre 2023 e 2026.

Neste acordo, a Alaska Airlines deve receber os aviões entre 2023 e 2024.

A companhia norte-americana espera utilizar esses aviões para substituir as atuais aeronaves 737 NG da sua frota, trazendo maior economia de combustível e conforto para os passageiros.

O 737 MAX 9 vem com uma configuração semelhante ao 737-900ER da companhia, levando 178 passageiros.

A Alaska Airlines recebeu em janeiro deste ano o primeiro 737 MAX da sua frota, também da versão MAX 9. A companhia aérea vai substituir todos os seus A319 e A320 por modelos 737 MAX, pois na carteira de pedidos a Alaska poderá converter para versão que desejar.

Entretanto, mesmo com uma grande encomenda da Boeing, a empresa ainda manterá em operação seus A321neo herdados da Virgin. 

Ao todo, a Alaska Airlines tem 120 encomendas totais para o 737 MAX, entre pedidos firmes e opções de compra, que a companhia pode optar por exercer ou não.