Mais um capítulo se inicia na saga do F-35 Lightning II, após um período de dois meses em uma sala de aula, os primeiros pilotos de fatos operacionais do F-35 começaram os primeiros voos no caça multifunção. A partir desse nível eles começam a de fato a voar nos F-35.

Os alunos do B-course juntamente com os instrutores estão em um novo nível de aprendizado do F-35, nesse nível os futuros caçadores aprendem a decolar e pousar o caça, além de ter noções de combate de baixa visibilidade e  também combates Ar-Ar, esse treinamento deve durar cerca de seis meses.

Foto- Divulgação/U.S. Air Force

Após essa fase inicial os futuros pilotos vão dar continuidade aos treinos, passando por manobras básicas e manobras de combates avançadas, disse o Major Joshua Larsen, 56º Diretor da Fighter Wing e um dos instrutores. Ao terminarem o treinamento os pilotos estarão aptos a prosseguirem para esquadrões operacionais do F-35, inclusive fora dos EUA, onde o treino irá continuar. O objetivo é que os pilotos já estejam prontos para qualquer missão de combate com o caça, afirma o Major.

A maior base operacional de F-35 do mundo a 62 ª FS Luke Air Force Base, tem capacidade para ter até seis esquadrões de F-35 com um total de 144 caças. Essa base também vai começar a ministrar cursos para os pilotos.