Foto - American Airlines/Handout via REUTERS

Neste domingo a American Airlines lançou uma nota informando que os voos operados com o 737 MAX só serão retomados em novembro, especificamente no dia 02. A previsão anterior da companhia era para o dia 03 de setembro.

A nota da companhia reforçou que cerca de 115 voos por dia serão cancelados até o dia 02 de novembro, e que equipes da American Airlines vão acompanhar de perto os clientes da companhia para evitar contratempos.

Devido ao Boeing 737 MAX, a American Airlines cancelou cerca de 7800 voos no segundo trimestre.

Anteriormente, a American Airlines informou que a impossibilidade de voar com o Boeing 737 MAX causou um prejuízo de 185 milhões de dólares no segundo trimestre. O prejuízo é composto pela falta de capacidade de expansão da companhia, cancelamentos de milhares de voos e gastos com tripulação extra.

Desde que os voos com o 737 MAX foram suspensos pela FAA em março deste ano, a American Airlines já estimou um prejuízo de 350 milhões de dólares com a suspensão da aeronave, cancelou sua previsão de lucros em 2019 e postegou o cancelamento de voos duas vezes seguidas.

A American Airlines não optou por alugar mais aeronaves para a sua frota, como a GOL, mas postergou a aposentadoria de aeronaves usadas, que demandam maior manutenção e consumo de combustível. 

Para provar a segurança da aeronave, os diretores da American Airlines toparam entrar no primeiro voo comercial dessa aeronave, após a atualização de software que corrigirá os problemas no sistema MCAS.