O ano de 2018 se revelou excepcional para a equipe da American Airlines Cargo. A divisão superou uma série de recordes históricos nos quesitos desempenho, volume e faturamento, fechando o ano com mais de US$ 1 bilhão em rendimento.

A companhia aérea transportou volumes recordes de carga e correspondência em todo o seu sistema durante 2018, encerrando o ano com um volume histórico de 900 mil toneladas. Na América Central e na América do Sul, a companhia aérea transportou 83 mil toneladas de cargas e correspondências, um número recorde para a região.

O Brasil exportou pela empresa 37,2 mil toneladas, o que representa um aumento de 18% em relação a 2017. Alguns dos principais produtos transportados para fora do País foram mamões e mangas. Peixes congelados e ornamentais, transportados vivos, também são destaques.

Com volumes atingindo um pico histórico, a companhia aérea quebrou também recordes em números Flown As Booked (FAB, ou voo realizado conforme reservado). A tendência se manteve até o final do ano, estabelecendo recordes históricos de FAB em seis dos últimos sete meses do ano. As novas rotas, o planejamento estratégico de capacidade e excelente trabalho em equipe foram responsáveis pelos melhores números de desempenho anual já registrados na história da companhia aérea.

“Nossa equipe de operações estabeleceu recordes históricos de performance, ao mesmo tempo que transportaram volumes recordes de carga e correspondência em todo o nosso sistema nesse ano, alcançando nosso volume pico, tradicionalmente observado durante o outono, mês após mês”, afirma David Vance, Vice-presidente de Operações da American Airlines Cargo. “É realmente impressionante e me deixa muito orgulhoso de liderar as Operações da Cargo”.

Impulsionada por volumes recordes e desempenho excepcional, a empresa também registrou mais de US$ 1 bilhão em faturamento pela primeira vez em sua história.

“Tivemos um ano incrível”, afirma Rick Elieson, Presidente da American Airlines Cargo. “Nós nos preparamos para quebrar recordes e foi isso que fizemos. Alcançamos um grande marco de faturamento, mas mais importante que isso, nossas equipes transportaram volumes recordes e ainda assim conquistaram o melhor desempenho operacional da história da companhia. Graças aos esforços diários de todos os membros de nossa equipe, 2018 foi definitivamente um ano histórico”.