American Airlines inicia programação para treinar pilotos do 737 MAX

Foto - American Airlines/Handout via REUTERS

A FAA (Administração Federal de Aviação dos EUA) já está nos últimos passos para certificar o Boeing 737 MAX. E com isso, a American Airlines espera um retorno breve da aeronave aos voos comerciais.

A companhia já está antecipando algumas etapas, como iniciar o treinamento de pilotos para o 737 MAX já em novembro. Alguns pilotos estão começando a agendar os seus treinamentos para novembro.

“Iniciamos o processo de agendamento do treinamento do piloto, que pode ser cancelado caso o MAX não seja recertificado”, disse um porta-voz da American Airlines, dizendo que a meta é treinar até 1700 pilotos para o 737 MAX em novembro.

O módulo de treinamento composto pela American Airlines será em partes à distância, a com duração de 1 hora e 40 minutos, além de uma sessão de simulador com briefing de 1 hora e um voo de duas horas no simulador de 2 horas.

O 737 MAX terá um novo processo de treinamento de tripulantes, de acordo com a FAA, devido às mudanças no sistema MCAS, e também devido ao próprio sistema, visto que antes a fabricante não exigia um treinamento prático sobre o MCAS.

A fase de análise dos procedimentos de treinamento foi iniciada na última segunda-feira (14/09), compondo agências regulamentadoras dos Estados Unidos (FAA), Canadá (TC), Brasil (ANAC) e União Europeia (EASA).

A American Airlines tem cerca de 24 aviões 737 MAX, que estão estocados desde março de 2019.


 

DEIXE UMA RESPOSTA