A American Airlines suspendeu por período temporário todos os seus voos dos Estados Unidos para Caracas e Maracaibo, na Venezuela.

A companhia estava sofrendo uma forte pressão dos pilotos para haver a suspensão do voo, os tripulantes alegavam falta de condições de segurança no país, o que inviabiliza o pernoite.

“Nossa equipe de segurança corporativa tem uma parceria colaborativa com todos os nossos líderes sindicais e continuaremos a fazê-lo para avaliar a situação na Venezuela”, disse a American Airlines em comunicado oficial.

Não há uma comprovação oficial sobre dívidas da Venezuela com a American Airlines, por causa do confisco de dinheiro.

A United Airlines, concorrente da American, deixou de operar voos para a Venezuela em 2017.