A ANAC abriu uma investigação para apurar o voo realizado sob a ponte em Rio do Sul em Santa Catarina(SC). O operador da aeronave já foi notificado pela agência da determinação, a aeronave não poderá ser utilizada até o final das investigações.

Uma manobra perigosa em meio ao tão pouco espaço que se tinha abaixo da ponte, assustou os funcionários que realizavam uma limpeza no Rio. O vídeo foi amplamente divulgado nas redes sociais e chegou até os conhecimentos da ANAC, que ainda no sábado(16) iniciou a investigação.

Em nota a ANAC disse “Com a apuração, quando identificado piloto e aeronave, e se ficarem comprovadas irregularidades às normas de aviação civil, a Anac aplica as medidas cabíveis”. Completou dizendo que só será possível afirmar se havia autorização para esse tipo de manobra após a investigação. 

Segundo o Tenente-coronel Losso afirmou que é proibido qualquer tipo de manobra por de baixo de pontes, exceto por pilotos de manobras devidamente autorizados pela ANAC. Losso é piloto e atualmente é comandante do 1º Batalhão de Bombeiro Militar em Florianópolis.

“Não é nenhuma operação de resgate, o rio está tão baixo que tem Jeeps embaixo da ponte. Mesmo que fosse uma vistoria, ela seria feita de barco, e não de helicóptero. Provavelmente é uma manobra exibicionista, que não tem autorização”, disse o comandante dos Bombeiros.

A aeronave em questão é um Eurocopter EC-130 fabricada no ano de 2014, opera sob a matrícula PR-IMX.

DEIXE UMA RESPOSTA