Breeze Airways Pintura
Foto - Denis Gonzalez (@denis_costa_rica_spotter)

O primeiro avião nas cores da Breeze Airways, nova companhia aérea de David Neeleman, apareceu hoje na Costa Rica, após passar por um processo de pintura nas instalações da Coopesa MRO.

O avião da foto acima, de matrícula N90NA, operava anteriormente na Air Canada com a matrícula C-FHNL. Além da Azul, a Breeze firmou um contrato para trazer parte dos aviões que foram aposentados pela companhia canadense para a sua frota.

A foto foi realizada pelo Spotter Denis, da Costa Rica (@denis_costa_rica_spotter).

O avião, um Embraer E190, pertence à Nordic Aviation Capital (NAC) e foi fabricado em 2006 em São José dos Campos, no interior paulista.

Mesmo com a pintura semi-completa, é possível notar um pouco do conceito de cores desenvolvido por Gianfranco Beting, que é conhecido pelo seu trabalho de marketing e pelas pinturas especiais para diversas companhias aéreas.

O E-Jet é um avião que Neeleman conhece bem, ele utilizou a aeronave na JetBlue, e quando fundou a Azul em 2008 transferiu algumas unidades de lá para possibilitar o “início” da companhia no Brasil. Barato no mercado de usados, o E-Jet pode ser bastante lucrativo se a empresa descobrir como utilizá-lo, é um sucesso na Europa e nos EUA.


Assim como no início da Azul, onde a JetBlue colaborou ao migrar seus aviões para o novo investimento de Neeleman, agora outra empresa de Neeleman (a Azul) está fazendo um leasing de aviões da sua frota para iniciar as operações da Breeze Airways.

Ainda sem um cronograma, a companhia ainda vai iniciar suas operações com aeronaves Embraer 190 usadas no primeiro semestre de 2021, e a partir de agosto de 2021 receber os primeiros A220 novos.

A proposta de Neeleman para a Breeze Airways não difere muito da JetBlue, ele ainda quer fazer mais por menos. Entregar mais conforto com uma passagem mais barata, em comparação com as quatro grandes (American, Delta, United e Southwest).

 

DEIXE UMA RESPOSTA