GOL Linhas Aéreas Voos

A GOL Linhas Aéreas (GOLL4) apresentou na noite de ontem (08/03) uma atualização dos seus dados em relação ao mês de fevereiro.

Na ocasião a GOL reportou que precisou diminuir grande parte da sua operação, passando de uma média de 493 voos em janeiro para 355 voos em fevereiro, uma queda de 28%.

Em alguns dias de fevereiro a GOL reportou que atingiu a operação de 463 voos diários, principalmente durante o período do “falso carnaval”.

A GOL ainda divulgou que a busca por passagens aéreas em fevereiro teve uma queda de 15% em relação ao mês anterior. A queda nas compras foi ainda maior, de 28%. A GOL disse que boa parte dessa queda foi causada pelo aumento de casos na 2ª onda de Covid-19 no país.

A queda em relação ao mês de fevereiro de 2020 é de 48% na demanda, e 50% na oferta. Comparando com os dados lançados ontem (08/03) pela Azul, a queda da “concorrente” foi menor em relação ao mesmo mês de 2020, no mercado doméstico.

Em março de 2021 a companhia estima uma redução ainda maior, operando apenas 250 voos por dia, em média, um valor equivalente ao dados apresentados pela companhia no início da 1ª onda de Covid-19 no Brasil.

No mês a companhia teve um consumo líquido de caixa na ordem de R$ 3 milhões por dia. A GOL tinha no final de fevereiro cerca de R$ 2 bilhões em liquidez imediata, uma queda no valor foi causada em função da redução do volume de recebíveis, e pela amortização de R$ 70 milhões em dívidas bancárias.

A companhia estima que esta liquidez é suficiente para a retomada das operações nos próximos meses. De acordo com a companhia, a dívida de longo prazo tem vencimento médio para daqui três anos.

 

Frota e Malha

GOL

Em fevereiro a GOL precisou reduzir em cerca de 4% a sua malha ao longo do mês, considerando a 1ª e a 4ª semana. 

A companhia encerrou fevereiro com 128 aviões Boeing 737 NG/MAX. Somente 74 aviões estão ativos e operando voos, em média. Em março serão 65 aviões ativos e operando voos.

A GOL Linhas Aéreas espera devolver 17 aviões até o final de março, quando consideramos os dados avaliados durante os últimos 12 meses.

Atualmente a companhia está operando com 98% dos destinos operados em janeiro de 2021, tentando aumentar a conectividade da sua malha.