Foto - Boeing Media

Os primeiros seis meses da isenção de visto concedida pelo governo federal, para quatro países estratégicos, já teve resultados positivos para o setor do turismo. Dados da Polícia Federal, obtidos pelo Ministério do Turismo, apontaram uma alta de quase 16% na entrada de turistas dos Estados Unidos, Canadá e Austrália entre os meses de junho e dezembro de 2019.

No período, 321.712 pessoas dos três países visitaram o Brasil, ante 277.421 registrados em nos mesmos meses de 2018. Dos quatro países com isenção, o Japão foi o único que teve queda, com 9% (- 3.199).

Quantitativamente, os Estados Unidos foi o país que mais trouxe novos turistas para o território brasileiro nesse período: 34.932 visitantes a mais. O número resultou numa alta de 14,8%. O Canadá enviou 6.650 turistas a mais, impactando positivamente em 26% a movimentação no Brasil. Já a Austrália aumentou em 16,3%, o equivalente a 2.709 turistas a mais para conhecer as belezas tupiniquins.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, os números comprovam a necessidade dessa ação para o estímulo do setor no país.

“Estamos vendo que essa foi mais uma decisão acertada do presidente Jair Bolsonaro para movimentar a economia brasileira e fazer com que o turismo do país possa chegar ao merecido patamar. É uma abertura estratégica, que tem forte potencial de contribuir para a geração de divisas, emprego e renda por meio do turismo no nosso país”, celebrou.

O número também é positivo para os três países quando comparados os anos fechados. A alta registrada foi de 13,8%. Destaque para os EUA e Canadá, com 48.530 e 11.529 turistas a mais no país, respectivamente. A Austrália trouxe mais 3.927 visitantes durante o ano para o país.

Apesar da alta destes países, o Japão teve queda de 4,47% no ano. “É importante avaliarmos especificamente o caso do Japão para que, junto com a nova Embratur, possamos trabalhar na divulgação maciça do Brasil no país e ampliar a visita desses turistas em nosso país”, ponderou o ministro.


Vigente desde 17 de junho de 2019, a facilitação de vistos é uma demanda histórica dos empresários do setor. No último ano, quando o Brasil adotou o visto eletrônico para facilitar a entrada de turistas dos mesmos quatro países, foi registrado um incremento de 15,73% na chegada de visitantes dessas nacionalidades. De acordo com o perfil de gastos e permanência desses viajantes, trata-se de um incremento de R$ 450 milhões na economia.

De acordo com a Organização Mundial de Turismo, medidas de facilitação de viagens podem gerar um aumento de até 25% no fluxo de viajantes entre os países. Outro dado técnico que embasou a decisão do governo brasileiro em isentar países estratégicos da exigência de visto foi um levantamento realizado durante a Olímpiada 2016. Para 82,2% dos turistas estrangeiros dos quatro países beneficiados com a medida, a isenção de vistos facilita o retorno ao país.

 

Via – Ministério do Turismo

DEIXE UMA RESPOSTA