LATAM
Foto - LATAM

Desde a última sexta-feira (15/10) a LATAM não está transportando animais de estimação no porão das suas aeronaves. A companhia tomou esta decisão após um incidente na quinta-feira, quando um cachorro que estava sendo transportado no porão chegou a destino sem vida.

O cachorro da raça American Bully morreu durante um voo entre São Paulo e Aracaju, o animal de estimação estava sendo transportado em uma caixa de madeira, de acordo com o aérea adequada para o transporte. No entanto, o cão roeu toda a estrutura da caixa e por algum motivo morreu asfixiado.

A companhia diz que está investigando as causas e erros no transporte, e pode voltar a oferecer essa opção aos clientes. O cliente que for afetado nos próximos 30 dias pode solicitar o reembolso da passagem de transporte do animal de estimação.

Vale ressaltar que a companhia ainda permite o transporte junto ao passageiro, na cabine da aeronave, com alguns limites de tamanho e peso que você pode conferir Clicando Aqui.

Para poder subir a bordo dos aviões, o cachorro ou gato deve ter:

  • Bom estado de saúde;
  • Comportamento dócil;
  • Pelo menos 8 semanas de vida, com exceção dos Estados Unidos, que aceitam animais apenas com 4 meses de idade.

Para embarcar com segurança, o seu animal não pode estar sedado e deve atender todos os requisitos de viagem.  

Em nota a LATAM disse:

“A LATAM já vinha fazendo uma análise profunda de todos os procedimentos deste tipo de transporte, e neste lamentável evento cumpriu todos os processos de forma correta. Diante deste cenário, a empresa decidiu neste momento suspender a venda para o transporte de pets no porão das aeronaves nos 30 próximos dias para o mercado brasileiro”.

DEIXE UMA RESPOSTA