Duas grandes fabricnates voltadas ao mercado aeroespacial, Northrop Grumman e BAE Systemas, anunciaram a decistência de apresentar contrato para o programa T-X, para a Força Aérea Americana ( USAF) , o valor já está em toeno de US$ 1,6 bilhões.

A retirada inesperada das duas empresas deu uma balançada no progrma T-X, pois há mais empresas envolvidas no projeto. Outra empresa que também de retirou do programa foi a Raytheon que estava envolvida como principal contratante do Leonardo T-100, após sua retirada a empresa italiana Leonardo ainda não anunciou sua decisão se irá se retirar do programa ou se aliar a alguma outra empresa americana do mesmo setor. 

A saída de de uma empresa do porte da Northrop do programa foi motivo de surpresa aos analista até porque o treinador da USAF que ficou por mais de 50 anos operando na força era o T-38C  Talon, no qual a USAF tinha uma forta de 400 aeronaves, o que demostra a eficiênia da aeronave que se destacava por ser um treinador avançado supersõnico.

Segundo Bush presidente executivo da Northrop, os termos impostos pela USAF fizeram a empresa rever os planos duas vezes, ainda segundo o presidente outros projetos de interesse pela Northrop Grumman, como o programa de substituição JSTARS.

Com tudo isso ainda restam no projeto T-X as empresas Boeing/SAAB e Lockheed Martin/KAI que continuam dedicadas ao projeo do T-X incluindo o projeto `folha limpa` que é da Boeing, além do T-50A da também norte americana Lockheed Martin.