A Hyundai agora é a mais nova controladora da companhia Asiana Airlines, da Coreia do Sul, que está passando por um período de dificuldades em sua parte financeira.

A administração da companhia será realizada pela Hyundai Development Company (HDC), a divisão que cuida de investimentos imobiliários no Grupo Hyundai. O acordo tem valor total de US$ 2,2 bilhões, e participação também do banco Mirae Asset Daewoo, do Grupo Daewoo, no consórcio para a compra dos 31% da Asiana.

O novo acordo de US$ 2,2 bilhões também prevê que a Hyundai assuma o controle das companhias aéreas de baixo custo afiliadas à Asiana Airlines, Air Seoul e Air Busan.

No início deste ano, a maior acionista da Asiana Airlines, a empresa de engenharia e construção Kumho Industrial, foi forçada a colocar sua participação de 31% na companhia aérea problemática à venda, após pressão dos credores.

Em um comunicado após a compra das ações da Kumho Industrials realizadas pelo The Asia Times, o presidente da HDC Hyundai Development Chung Mong-Gyu disse:

“Entraremos imediatamente no processo de aquisição da Asiana Airlines para estabilizar (financeiramente) a empresa”.

Há muito tempo inundada de problemas financeiros, a Kumho Industrial vem lutando financeiramente. Também sofreu outros problemas devido a uma disputa comercial entre a Coreia do Sul e o Japão.