Astronauta da NASA Mike Hopkins-Foto: NASA

Os astronautas da NASA, Mike Hopkins e Victor Glover, concluiram a troca de baterias da ISS (Estação Espacial Internacional). O prodecimento aconteceu por meio de duas caminhadas espaciais, sendo a última ocorrida no dia 1 de fevereiro.

Foram oito anos de pesquisa e desenvolvimento e 14 caminhadas espaciais para substituir as baterias antigas.

Enquanto a Estação Espacial Internacional orbita a Terra a mais de 27.000Km/h, ela passa entre a luz do sol e a escuridão a cada 45 minutos. Durante os 45 minutos em que a estação espacial está sob a luz do sol, seus painéis solares fornecem energia para a estação e coletam energia para ser armazenada nas baterias da estrutura de treliça da estação. Assim que a estação cruza a “linha terminadora”, ou a diferença entre o dia e a noite na Terra, as baterias da estação fornecem energia armazenada para ser distribuída por toda a estação espacial. Esta eletricidade alimenta tudo, desde os sistemas de suporte de vida da estação aos aspiradores que a tripulação usa para manter a estação limpa – e tudo mais.

A última tripulação que passou pela ISS também trocou as baterias, na época os astronautas eram os norte-americanos, Robert Behnken e Chris Cassidy.

Estação Espacial Internacionais Fonte: Boieng

As novas baterias de íon-lítio foram fornecidas pela Boeing, que também trabalhou com a Aerojet Rocketdyne e outros para certos componentes. As células de íon-lítio de grau espacial foram fornecidas pela GS Yuasa Lithium Power. Uma bateria de íon-lítio e placa adaptadora correspondente substituem duas baterias de níquel-hidrogênio. Placas adaptadoras, fabricadas pela Atec, forneceram calor às baterias de íon-lítio durante o Palete Exposto HTV da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) até serem transferidas para a estrutura da estação para instalação. Este recurso não é mais necessário depois que as baterias são instaladas, pois cada bateria de íon de lítio contém dois aquecedores internos por célula que fornecem condicionamento térmico após a ativação.

Astronauta da NASA Andrew Morgan trabalha na ISS- Foto: NASA

A primeira entrega de seis baterias de íon-lítio e placas adaptadoras chegou a bordo da missão HTV-6 da JAXA em dezembro de 2016, e o conjunto final foi lançado em 20 de maio de 2020, a bordo da missão HTV-9 da JAXA, o último lançamento do HTV de primeira geração nave espacial. Os controladores terrestres foram capazes de usar o Canadarm2 robótico da estação espacial para posicionar baterias para instalação dos painéis solares mais próximos do centro do backbone da estação, mas os conjuntos distantes de painéis solares estavam fora do alcance do braço robótico, exigindo caminhantes espaciais adicionais para cada conjunto.

 

 

FONTE: NASA