ATR
Foto: ATR

O fabricante ATR anunciou hoje os seus planos para a próxima geração de sua família de aeronaves regionais até 2030, o ATR ‘EVO’.

O plano prevê recursos avançados de design e um novo motor com capacidade híbrida. O EVO abrangerá tecnologias inovadoras para permitir melhorias significativas em desempenho, economia e sustentabilidade. Incorporando um novo design ecológico que inclui novas hélices e cabine e sistemas aprimorados, ele continuará sendo um turboélice de dois motores que pode ser alimentado por 100% de combustível de aviação sustentável (SAF).

O CEO da ATR, Stefano Bortoli, disse: “Nossa próxima geração de aeronaves será um passo à frente no voo responsável por meio de inovações incrementais adicionais. Quando entrar no mercado, o novo ATR ‘EVO’ abrirá caminho para um futuro descarbonizado para a aviação. Os principais benefícios incluem uma melhoria geral de combustível de 20% e 100% de compatibilidade com SAF. Isso significa que a aeronave emitirá mais de 50% menos CO2 do que um jato regional quando movido a querosene. Ao usar 100% SAF, suas emissões serão próximas de zero.”

ATR
Foto: ATR

Fabrice Vautier, vice-presidente comercial da ATR, disse: “O ATR ‘EVO’ será ainda mais econômico, com economias de custos operacionais de dois dígitos alcançadas principalmente por meio de 20% menos consumo de combustível e 20% de redução geral de custos de manutenção. Isso significa que as companhias aéreas podem atender rotas estreitas de forma mais lucrativa e as comunidades podem se beneficiar de mais conectividade, mais serviços essenciais e mais desenvolvimento econômico. Nosso objetivo é continuar oferecendo aos clientes e à sociedade um transporte aéreo cada vez mais inclusivo e responsável.”

Stéphane Viala, ATR SVP Engineering, acrescentou: “Emitimos um pedido de informações aos principais fabricantes de motores para o desenvolvimento do novo motor que combinará a tecnologia de motores existente e de geração futura. O ATR ‘EVO’ apresentará desempenho aprimorado em termos de tempo para subir e uma cabine aprimorada, com maior uso de materiais de origem biológica mais leves. A reciclabilidade também estará no centro do nosso novo design.”

Nos próximos meses, o fabricante trabalhará com companhias aéreas, fabricantes de motores e fornecedores de sistemas, com o objetivo de lançar o programa até 2023.

Assista o vídeo:

 

Via: ATR