A próxima atualização do famoso caça Lockheed Martin F-22 poderá custar cerca de US$ 1,7 bilhão para colocar 34 desses aviões em estado operacional, assim como afirmou a Força Aérea dos EUA.

Esse valor é para a atualização que leva esses 34 F-22 o pacote Block 20 para a Block 30/35, que atualmente representa quatro atualizações

Os aviões com o pacote Block 20 foram lançados no início da vida da aeronave, e fazem parte da primeira leva de aviões F-22 da USAF. 

Já o pacote Block 30/35 foi incorporado em 2005, quando o F-22 entrou oficialmente em serviço na USAF, esse também é o primeiro pacote que coloca o caça em posição de totalmente operacional em caso de ataques, com o Block 20 só é possível realizar treinamentos.

O Block 30/35 é equipado com a quarta geração do radar Northrop Grumman APG-77, além de suportar novos mísseis e ter uma atualização no sistema de comunicação, chamada de TacLink 16. Outras alterações de hardware e software também foram realizadas.

Foto – USAF/Reprodução

Juntamente com isso a USAF também planeja incluir um sistema de controle de armas montado no capacete para esses aviões, como forma de introduzir essa novidade para a família F-22 Raptor.

As atualizações custam quase US$ 8 milhões por aeronave, trazendo o preço por aeronave para US$ 50,5 milhões, considerando as outras atualizações que também precisarão ser incorporadas e excluindo o preço de aquisição.

Como o sistema TacLink 16 ainda está em desenvolvimento, essas atualizações devem ocorrer entre 2021 a 2025, mas a Força Aérea Americana pode alongar esse período de atualização dessas aeronaves.