A Austrian Airlines iniciou a conversão de um Boeing 777-200 para cargueiro, com intenção de aumentar a capacidade volumétrica do interior da aeronave, durante as missões para transportar suprimentos médicos na pandemia.

“Estamos removendo os assentos de um de nossos Boeing 777-200 para oferecer mais espaço para o transporte de equipamentos médicos e de proteção”, disse Alexis von Hoensbroech, CEO da Austrian Airlines.

De acordo com Alexis, por enquanto somente um avião, dos seis 777-200, será convertido temporariamente para cargueiro.

Com sua frota de aeronaves, a Austrian Airlines planeja fazer voos de Xangai oito vezes por semana, para Pequim cinco vezes por semana e ainda completa com um voo semanal para Xiamen. Todos esses são voos para o transporte de carga, e têm como destino Viena.

A companhia aérea nacional austríaca também operará dois voos por semana para o Aeroporto Internacional de Penang, na Malásia.

Teoricamente, um 777-200ER nessa configuração pode transportar até 90 toneladas de carga, utilizando o espaçoso interior e os porões da aeronave. Com os assentos, a aeronave pode levar até 40 toneladas, visto que os mesmos ocupam um precioso espaço.

Dessa forma, a Austrian também segue os passos da Lufthansa, de converter temporariamente alguns de seus grandes aviões para cargueiros. No caso da alemã Lufthansa, quatro aviões A330 tiveram os seus assentos retirados para transportar ainda mais carga.

 

DEIXE UMA RESPOSTA