O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, e o ministro da Defesa, Raul Jungmann, visitaram, nessa segunda-feira (19/06), o Salão Aeronáutico de Le Bourget, em Paris, onde puderam participar da apresentação do KC-390, avião brasileiro planejado pela Força Aérea Brasileira (FAB) e desenvolvido pela Embraer.

“A nossa presença aqui tem o objetivo de reforçar a presença brasileira no mercado internacional de defesa e, especificamente, no mercado internacional da aeronáutica. Estamos muito bem representados aqui nesta feira pelos aviões da Embraer, especialmente o KC-390″, defendeu Jungmann. Ele enfatizou ainda que “desenvolver a indústria de defesa do Brasil é fundamental para garantir a nossa soberania e a nossa independência”.

Foto – Embraer

A Embraer está presente no evento deste ano, apresentando suas aeronaves, com destaque para o KC-390, a maior aeronave já produzida no Brasil e que conta com vários diferenciais em relação a outras aeronaves de transporte. O KC-390 é uma aeronave multimissão que se adéqua a todos os usos necessários de transporte logístico. Ele pode ser usado para lançamento de cargas e tropas, combate a incêndio, ajuda humanitária, busca e salvamento, reabastecimento em voo e evacuação aeromédica.

Considerada a maior feira aeronáutica do mundo, o salão de Le Bourget ocorre a cada dois anos, em Paris, e reúne o que há de mais moderno na aeronáutica mundial. Em sua 52ª edição, tem a previsão de receber 350 mil visitantes até 25 de junho, e ainda conta com 150 mil profissionais e 2370 expositores.

Foto – Força Aérea Brasileira

O evento caracteriza-se por demonstrações aéreas e pelos aviões estacionados no “static” – em terra. Este ano, participam da feira, no segmento militar brasileiro, a nova aeronave C-295 (SC-105 Amazonas, nomeclatura da FAB), equipada para busca e salvamento, da Airbus; e pela Embraer, o cargueiro tático KC-390.

 

Via – Força Aérea Brasileira