Aeronave da Avianca Brasil no Aeroporto de Guarulhos.

Em meio a grave crise que da Avianca Brasil, que já rendeu muitos cancelamentos de voo, operações em poucos aeroportos e devolução de aeronaves.

Agora as demissões estão aumentando, a Avianca Brasil demitiu nesta quinta-feira (02/05) cerca de 70 a 80 funcionários que trabalhavam no Aeroporto Internacional de Guarulhos, desde dezembro outros 70 funcionários foram demitidos de Guarulhos.

Os cargos dos funcionários atingidos pela demissão eram de guichês e operadores de voo. Segundo informado pelo Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos, liderado por Rodrigo Maciel, essa demissão representa 30% do efetivo staff de Guarulhos.

O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, era um dos poucos que a companhia ainda operava. Depois de cancelar suas operações no local, a companhia deixou cerca de 140 funcionários para atenderam as demandas de voo que chegam e saem de Guarulhos, principalmente a relocação de passageiros de voos cancelados.

Desde o começo do mês passado a Avianca Brasil cancelou mais de 2000 voos, isso pela falta de aviões que foram devolvidos as respectivas empresas de leasing que retomaram as aeronaves por falta de pagamento por parte da Avianca Brasil. Isso levou ao total cancelamento de voos  da Avianca Brasil no Aeroporto de Guarulhos.