Nesta terça-feira (09/04) a Avianca Brasil protocolou um pedido no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), solicitando que a ordem para a retomada de posse de 15 aviões da sua frota seja suspensa.

De acordo com a defesa das empresas de leasing Aircastle e Aviation Capital Group, a companhia está atrasando o pagamento mensal da parcela de leasing das 15 aeronaves desde o segundo trimestre de 2018. A dívida já totaliza cerca de R$ 1 bilhão.

Em nota jurídica a defesa da Avianca Brasil disse:

A Avianca peticionou na RJ para informar que está à mercê dos arrendadores das aeronaves. 
Neste sentido, classificou a questão como surreal, na medida em que pode sofrer um ônus severíssimo (a devolução das aeronaves) justamente no momento em que teve seu Plano aprovado.

Com o intuito de devolver as aeronaves de forma organizada, tendo em vista a comercialização de quase 1 milhão de bilhetes emitidos nos próximos 30 dias, a Avianca juntou um cronograma que prevê a devolução de quase 40 aeronaves que estão em posse da companhia.

Por fim, requereu a imediata intimação dos lessores e da ANAC.

A Avianca Brasil pediu urgência, mas até o fechamento desta matéria, às 21h10, o STJ não tinha divulgado uma posição.


 

Avianca Brasil apresenta proposta de devolução de aeronaves

DEIXE UMA RESPOSTA