Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Depois de ter recebido uma ordem judicial para devolver 11 aviões de propriedade da Constitution Aircraft e mais 4 aviões da BOC Aviation, por dívidas que chegam a R$ 7 milhões no leasing dessas aeronaves, a Avianca Brasil teve mais uma dívida divulgada, e agora é com os aeroportos.

A companhia está devendo cerca de R$ 100 milhões para diversos aeroportos do Brasil, sendo que R$ 25 milhões é somente para a GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto de Guarulhos, a principal base da companhia.

Isso levou a GRU Airport solicitar para a ANAC um pedido de intervenção, de modo que a Avianca fosse forçada a realizar o pagamento do valor devido. Caso a companhia aérea não pague as taxas que deve, o embarque de passageiros deverá ser restringido ou até cancelado.

Além disso a Avianca Brasil ainda corre risco de sofrer punições da ANAC, por má administração dos recursos. “Se constatadas irregularidades, a empresa poderá sofrer sanções administrativas, como multas”, disse a ANAC em nota.

De acordo com o apurado pelo Portal Aeroflap, a dívida da Avianca Brasil com o Aeroporto do Galeão já chegou a R$ 5 milhões, e a companhia ainda deve ao Aeroporto de Fortaleza (Fraport) cerca de R$ 3 milhões.

Além das dívidas com os aeroportos, a Avianca também precisa pagar cerca de R$ 240 milhões em empréstimos até o final de 2019.

Em nota a Avianca Brasil disse:

A Avianca Brasil informa que as negociações com seus fornecedores de leasing fazem parte de um processo de adequação da sua frota à atual demanda de passageiros. A empresa reforça que está reestruturando sua malha e se ajustando ao cenário atual do País.

Assim, a redução de aeronaves está prevista e planejada desde agosto de 2018. A companhia ainda informa que pretende, em linha com a readequação de sua frota, entregar oito aeronaves que já não estão sendo consideradas em sua malha. 

Por isso, a companhia reforça que suas operações seguem normalmente e não estão, nem serão impactadas, e que a malha programada será cumprida integralmente. Ou seja, a empresa continuará atendendo todos os destinos oferecidos. 

Por fim, a Avianca Brasil também informa que está totalmente em dia com o pagamento dos aeroportos onde opera nacional e internacionalmente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA