Atualmente a Avianca Brasil já opera com o A320neo na sua frota, e tem ainda muitas encomendas para receber exclusivamente este modelo. Mas recentemente em uma entrevista, o CEO da companhia, Frederico Pedreira, disse que a companhia já considera operar com o Airbus A321neo em sua frota, uma aeronave de maior porte, em comparação com o A320neo.

Por enquanto Pedreira disse que não há um plano específico para o uso do A321neo na companhia, mas destacou os novos destinos internacionais na América Latina, além de um foco na expansão da companhia nos próximos anos.

A Avianca Brasil é há anos uma operadora de aviões da Airbus, com os jatos A318, A319 e A320ceo/neo em sua frota, em sua nova gestão a Avianca nunca tinha investido em uma aeronave do porte do A321, muitas vezes a companhia falou que era um avião inadequado para o porte da sua frota, mas na época da OceanAir ela já operou com o Boeing 757.

O A321neo apresenta uma ampla expansão de assentos na frota da Avianca, a companhia opera atualmente com 8 aviões A320neo, configurados com 165 assentos, com o A321neo a companhia poderá colocar até 240 passageiros (quando consideramos a versão ACF), mas é improvável que a companhia use essa configuração, visto que há uma preferência pelo conforto. Mesmo assim o A321neo pode representar pelo menos cerca de 40 assentos a mais por voo.

O caminho natural para a Avianca Brasil é converter parte das aeronaves de sua encomenda original para 63 aviões, passando do modelo A320neo para o A321neo, nesses casos a fabricante não costuma cobrar multa pela alteração.

A companhia irmã, Avianca Colombia, já recebeu o primeiro Airbus A321neo da sua frota.

No Brasil a Azul também já declarou interesse no A321neo, após fazer uma encomenda só para o A320neo. A Azul antes operava só com os Embraer E-Jet, mas em quase 2 anos já colocou 11 aviões A320neo em sua frota, se beneficiando da maior capacidade de passageiros por voo. Para o A321neo são 10 encomendas listadas até o momento.

 

Entrevista original no AinOnline.