Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Avianca Boeing 787
Foto - Boeing/Reprodução

A Avianca Holdings, grupo controlador da centenária Avianca Colômbia, entrou hoje com um pedido de recuperação judicial, com base no Código de Falência de empresas dos Estados Unidos.

Esses processos permitirão à empresa reorganizar e preservar o máximo possível dos negócios da Avianca, que já estava em uma crise financeira antes mesmo da pandemia de COVID-19, que paralisou as operações da empresa.

Em 2019 a empresa precisou retirar os irmãos Efromovich do controle, assumindo assim a a United Airlines e a Kingsland Holdings.

A Avianca planeja se reorganizar através de um processo supervisionado por um tribunal, literalmente como a recuperação judicial da Avianca Brasil. O plano da Avianca é continuar oferecendo transporte aéreo à medida que se reorganiza.

“A Avianca está enfrentando a crise mais desafiadora em nossos 100 anos de história”, disse o CEO Anko van der Werff, em comunicado à imprensa.

Desta forma, todas as dívidas e pagamentos da empresa serão intermediados através de um processo jurídico, ficando os credores da companhia submetidos à decisão jurídica.

Atualmente a Avianca Holdings tem participação em diversos países, empregando cerca de  21.000 pessoas e com uma frota que supera 150 aviões.

A companhia não descartou uma ajuda financeira a partir do Governo Colombiano.

 

Veja abaixo a carta do CEO, Anko Van Der Werff, enviada aos funcionários:

DEIXE UMA RESPOSTA