Avianca Holdings solicita desbloqueio de US$ 370 milhões em empréstimo

Avianca
Foto - Boeing/Reprodução

Recentemente a Avianca teve um pedido de empréstimo estatal suspenso por um terminal na Colômbia.

O empréstimo de US$ 370 milhões de dólares seria concedido pelo governo colombiano, como forma de salvar a companhia e os empregos que dependem da mesma. Antes mesmo da atual crise a Avianca estava passando por uma série de reformulações e já em recuperação judicial.

“Se… o governo colombiano for impedido de desembolsar o empréstimo, uma vez que tenha sido aprovado pelo tribunal de falências (o que está previsto para ocorrer nas próximas duas a três semanas), toda a estrutura de financiamento proposta [devedor em posse] da Avianca seria afetados”, diz a companhia aérea. “Sem novos recursos financeiros, a Avianca sofreria ainda mais reduções nos níveis de liquidez, tornando suas operações insustentáveis.”

Mas a companhia colombiana já está agindo, e solicitou a suspensão da liminar judicial, para então ter acesso ao empréstimo. A ação da empresa é uma forma de criar ainda mais liquidez para o seu caixa, e sustentar a retomada de operações que foi iniciada neste mês. 

Caso a liminar para impedir o pagamento do empréstimo seja mantida, as consequências negativas para a economia colombiana seriam desastrosas, disse a Avianca no pedido, alertando que o empréstimo é extremamente importante para a empresa.

“Entre outros efeitos, estima-se que 3,19 pontos percentuais do PIB do país estariam em risco, 123.000 empregos anuais diretos e indiretos seriam perdidos nos próximos cinco anos e as receitas de impostos diretos e indiretos diminuiriam em US$ 1,3 bilhão no mesmo período”, disse a Avianca.

“Se a Avianca deixasse de operar, a recuperação econômica da Colômbia seria significativamente afetada, e setores que já sofreram significativamente – como a indústria do turismo do país – seriam particularmente afetados”, acrescenta no documento.


A Avianca tem uma frota de 158 aviões, 19000 funcionários e voa para 76 destinos em 27 países da América e da Europa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA