No último dia 27 de abril um Boeing 737-400 (OE-IAJ) da ASL Airlines Belgium, uma empresa cargueira que opera pela FedEx, sofreu um incidente enquanto decolava de Porto, em Portugal.

A ocasião serve de aviso para o serviços de solo dos aeroportos, visto que um veículo de serviço do aeroporto estava na pista 17-35 quando a torre de controle autorizou a decolagem da aeronave.

Cerca de 12 minutos antes da decolagem desse 737-400 um carro de serviço foi autorizado a entrar na pista para uma inspeção noturna. O veículo parou na lateral da pista, perto da cabeceira 17, enquanto estava inspecionando o local.

A torre então autorizou o alinhamento da aeronave na cabeceira 35, esta iniciou a decolagem mas logo depois questionou a torre sobre a presença de luzes brancas perto da cabeceira 35.

Os pilotos questionaram aos controladores se um outro avião estava alinhado na cabeceira 35, imediatamente a torre de controle pediu para o veículo desocupar a pista e ficar na grama ao lado.

O 737 decolou 300 metros antes de chegar ao lado do carro, de acordo com a GPIAA de Portugal.

Depois de decolar e na subida para o nível de cruzeiro a tripulação questionou com a torre sobre o veículo e recebeu uma resposta, que se tratava de um mal-entendido. A ocorrência foi reportada pelos pilotos e classificada como incidente grave, e está sendo investigada pelo GPIAA.

O avião operou normalmente o voo 3V-4959 de Porto (Portugal) para Liege (Bélgica) com 2 tripulante mais carga a bordo.

 

Via: The Aviation Herald