Boeing 737 MAX Aviation Capital
Imagem: Aviation Capital

A Boeing e a Aviation Capital Group LLC (ACG) anunciaram hoje (19) no Farnborough International Airshow que o arrendador de aeronaves está aumentando seu portfólio de 737 MAX com um pedido de 12 jatos da versão -8.

À medida que o mercado de viagens se recupera, a ACG está aumentando sua oferta de 737 MAX 8 para atender à demanda das companhias aéreas por operações modernas, econômicas e sustentáveis. O pedido não foi identificado anteriormente no site de pedidos e entregas da Boeing.

“Este último pedido incremental do 737 MAX permite que a ACG ofereça aviões altamente eficientes em termos de combustível para nossos clientes de companhias aéreas em todo o mundo”, disse Mahoko Hara , presidente executivo da ACG.

“Essas aeronaves 737 MAX adicionais ajudarão a posicionar a carteira de pedidos da ACG para uma recuperação no tráfego aéreo após a pandemia”.

O anúncio de hoje fará com que a ACG expanda sua carteira de pedidos do 737 MAX para 34 aviões, com base em um pedido de nove 737 MAX 8 em maio de 2022. A Boeing está vendo uma forte demanda de mercado pela família 737 MAX, com mais de 1.000 pedidos brutos em todos os modelos desde o final de 2020.

“A família 737 MAX fortalece o portfólio de fuselagem estreita da ACG, oferecendo às operadoras excelente eficiência de combustível e flexibilidade em diferentes redes”, disse Ihssane Mounir, vice-presidente sênior de vendas e marketing comerciais da Boeing. 

“Complementar com 737 MAX 8 adicionais posiciona bem a ACG para responder à crescente demanda das companhias aéreas. Esperamos mais oportunidades para expandir nosso relacionamento para apoiar a ACG e seus clientes”.

O 737-8 é um membro da família 737 MAX, projetada para oferecer mais eficiência de combustível, confiabilidade e flexibilidade no mercado de corredor único. 

O avião pode voar 3.550 milhas náuticas – cerca de 600 milhas a mais que seu antecessor – permitindo que as companhias aéreas ofereçam rotas novas e mais diretas para os passageiros.

Comparado aos aviões que substitui, o 737 MAX 8 também oferece eficiência superior, usando 20% menos combustível e reduzindo significativamente as emissões de CO2 e os custos operacionais.

 

 

Via: Boeing