As aeronaves PR-OBR e PR-OBQ, antes da Avianca Brasil, foram flagradas nesta sexta-feira (18/01) nos Estados Unidos com a pintura da Azul Linhas Aéreas.

Esses aviões devem receber em breve o interior no padrão da Azul, e serão encaminhadas para a companhia aérea em seguida. 

As aeronaves pertencem à BOC Aviation, e são do modelo Airbus A320neo, todas com menos de um ano de uso. O avião que antes era matriculado como PR-OBQ será o PR-YYA, e o PR-OBR será o PR-YYB.

Os dois aviões citados já re-matriculados no Aeroporto de Brasília, horas antes do translado para a devolução.

No dia 13 de dezembro a equipe do Portal Aeroflap flagrou (foto acima) esses dois aviões no Aeroporto de Brasília com a matrícula alterada. No dia seguinte esses aviões seguiram para os Estados Unidos.

As aeronaves foram devolvidas devido à companhia aérea ter atrasado o pagamento do leasing, antes mesmo do início do processo de recuperação judicial da empresa.

Uma fonte da Reuters disse que a Avianca deve aos arrendatários cerca de 100 milhões de dólares, além das dívidas a outros fornecedores, incluindo aeroportos, companhias de combustíveis e manutenção, que os registros judiciais apontam para 125 milhões de dólares.

A companhia ainda enfrenta um processo na justiça contra a AirCastle, que reivindica a reintegração de posse de 10 aviões, devido à dívida da Avianca com a empresa. Ontem a ANAC lançou uma determinação que revoga a matrícula de 10 aviões que estão na frota da Avianca Brasil, pertencentes à GECAS.

Quando foi consultada pelo Portal Aeroflap, no início de janeiro, a Azul disse que esperava terminar o primeiro trimestre de 2019 com mais 5 aviões A320neo na frota, totalizando 25 aeronaves deste modelo, mas a companhia não confirmou que estava pegando aeronaves que eram da Avianca Brasil.

Vale ressaltar que esse movimento não tem nenhuma relação com uma sinergia entre as companhias aéreas, algo que já foi descartado no momento.