A Azores Airlines, pertencente ao Grupo português SATA, continua enfrentando problemas com voos atrasados, apesar de estar arrendando aviões em regime de wet-leasing.

Nesta última semana um Airbus A340-300 da Hi Fly, que estava operando voos de Boston (EUA) para os Açores, sofreu uma pane nos Estados Unidos, e atrasou diversos voos da companhia.

“Embora tenha sido possível reacomodar em diversos voos e encontrar solução de transporte para cerca de 1.800 passageiros, que haviam ficado retidos nos aeroportos de Ponta Delgada (São Miguel), Lisboa, Horta (Faial), Terceira e Boston (Estados Unidos da América), ainda não foi possível repor a totalidade do tráfego, estando ainda por reacomodar cerca de 300 passageiros, principalmente entre os Açores e Boston”, disse a empresa em nota.

Alguns voos domésticos também foram cancelados, entre os dias 13 a 17 de julho, e diversos passageiros ainda aguardam uma solução da companhia.

Na frota da companhia este problema pode ser resolvido com a introdução do Airbus A321LR na frota. Mas a certificação da aeronave deveria ser realizada até o dia 15 de julho, mas atrasou, e agora esse avião deve entrar em serviço nos próximos dias.