A Azul está com as inscrições abertas para o seu primeiro programa de estágio técnico, dedicado a estudantes do curso de Manutenção em Aeronaves. Serão dez vagas para a cidade de Campinas, no interior de São Paulo, no hangar de manutenção da companhia aérea, localizado nas proximidades do aeroporto de Viracopos.

As inscrições serão aceitas até o dia 31 de março e o estágio tem duração de 12 meses (um ano) com o início das atividades em maio.

Para participar, o estudante precisa ter concluído o módulo Básico do curso Técnico em Manutenção de Aeronaves em escola credenciada pela ANAC, disponibilidade para trabalhar em Campinas, ter idade igual ou superior a 18 anos e ser apaixonado pela aviação.

Não é necessário ter experiência anterior na indústria aeronáutica, mas a Azul busca candidatos que tenham vontade de aprender e crescer junto com a empresa aérea, que já opera em mais de 145 destinos e foi eleita a melhor companhia aérea do mundo.

Ao longo do estágio, os estudantes terão acesso a uma Trilha de Desenvolvimento, com workshops técnicos ministrados pelos líderes do Hangar de Manutenção, para unir aprendizado prático e teórico ao longo de sua formação. Workshops comportamentais para o desenvolvimento de habilidades como trabalho em equipe, inteligência emocional e liderança também fazem parte do programa.

Durante o período de estágio, os estudantes terão acompanhamento do time de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Azul e de seus gestores imediatos.

O processo seletivo terá testes online, dinâmicas em grupo e entrevista.

“A Azul tem um plano audacioso de crescimento nos próximos anos e com isso o aumento da demanda de trabalho em nossos hangares de manutenção também é bastante esperado. Somos uma marca empregadora, que abraçou e continua abraçando Campinas e toda a região. Com esses novos postos de trabalho, queremos envolver a comunidade local e ter em nosso time estudantes que tenham vontade de aprender para atuarem em nossas oficinas”, explica Camila Almeida, diretora de Pessoas na Azul. “Como uma empresa que constrói equipes cada vez mais diversas e inclusivas, queremos atrair também a atenção de mulheres que sonham em atuar no mercado da aviação e ingressar em áreas ou setores de maioria masculina”, completa a executiva.

Com sede estratégica em Campinas, principal hub da companhia aérea no Brasil, o maior complexo de manutenção de aeronaves da América Latina, com 35 mil m², comporta até oito A320neo ou dois A330 ao mesmo tempo.

O complexo já emprega cerca de 250 Tripulantes que atuam em duas linhas de manutenção ativas: uma responsável pelos checks completos nas aeronaves A320 e A330neo, e outra se dedica à implementação do wi-fi das aeronaves, serviço que antes era realizado fora do Brasil.

Os interessados deverão se inscrever Clique Aqui.