Foto - Azul Linhas Aéreas

A Azul lançou nesta semana uma nota ao seus colaboradores com uma excelente notícia, agora a companhia terá bolsas para a formação dos seus funcionários, com foco na formação de novos pilotos, comissários de bordo e mecânicos de aeronaves que trabalharão na companhia.

O projeto será realizado pela a Azul em parceria com a Associação Voar, que tem base em várias cidades, e isso vai permitir que a companhia tenha “centros de formação parceiros” em mais de 10 cidades brasileiras.

O foco da companhia é ajudar os mais humildes principalmente a conseguir se formar como piloto, visto o custo do processo inviabilizar a formação de pessoas menos favorecidas financeiramente.

A ideia foi proveniente do próprio presidente da empresa, John Rodgerson, que conheceu um grupo de funcionários com sonhos de virar tripulantes, porém a principal limitação estava na parte financeira.

“Muita gente vem de famílias mais humildes e não tem oportunidade para virar um mecânico, um comissário ou um piloto um dia, mas a Associação Voar vai ajudar qualquer ‘funcionário’ da Azul, que tenha um sonho em entrar em um desses empregos aqui dentro da Azul”, disse John Rodgerson.

John Rodgerson servindo os passageiros em um voo da Azul.

O programa poderá abrir inscrições uma ou mais vezes ao ano, tudo depende da quantidade de doações ao programa de formação, algo que pode ser feito até mesmo por quem é investidor, funcionário ou quer simplesmente colaborar na formação dos funcionários.

Clique Aqui para saber mais e colaborar com o futuro dos “tripulantes” da Azul.


 

Sou funcionário da Azul, como participo?

O novo projeto da Azul é válido para qualquer funcionário da empresa de qualquer base do Brasil, desde que ele seja inscrito em algum local onde tenha o curso requerido.

O processo seletivo da empresa, para o funcionário receber a bolsa, considera três processos para então ceder a bolsa, que tem uma quantidade limitada.

O primeiro aspecto considerado pela Azul é a parte financeira da família e do funcionário, com análise socioeconômica por uma equipe da própria companhia aérea.

O segundo aspecto avaliado, e também relacionado ao terceiro, é relativo ao currículo e ao histórico do funcionário dentro da empresa (se ele teve uma boa evolução, ou está há anos trabalhando na Azul), bem como suas análises de questão psicológica.

Se você conseguiu passar no processo de avaliação, e já escolheu se tornará tripulante de cabine (comissário) ou técnico (piloto), agora é momento de preparar para iniciar a formação.

 

Piloto

Como vocês já conferiram com nossa parceira FlyBSB, o curso de piloto demanda uma extensa formação.

Primeiramente você precisará tirar seu CMA, um certificado médico que permite a emissão do famoso “brevê”, logo após você vai fazer um curso de Piloto Privado Teórico, com aproximadamente 1 mês e meio de duração, seguido por uma prova da ANAC para avaliar seus conhecimentos teóricos.

Se for aprovado, agora você poderá começar as 45 horas (mínimo) de voo do Curso de Piloto Priva, com a conclusão dessa parte, e aprovação do avaliador da ANAC, você começará mais uma etapa, o Curso Teórico de Piloto Comercial, mas antes você renovará seu CMA para 1ª classe.

O curso de Piloto Comercial é concluído com aproximadamente 160 horas de voo (contabilizando as 45h do PP), e envolve conhecimento em navegação IFR e pilotagem de bimotores, parte dessa formação pode ser realizada em simuladores, porém, em algum momento você fará esses procedimentos em uma aeronave.

Formado e com o PC em mãos, você agora segue para as 20h práticas do Jet Tranining, tirando também um certificado de Piloto de Linha Aérea Teórico, mais uma prova da ANAC.

Após estar formado, a companhia vai inserir você na seleção para o quadro de pilotos, e se você passar na seleção começará os treinamentos na UniAzul para pilotar os aviões comerciais da companhia.

 

Comissários de voo

Já para os comissários, a formação envolve um curso teórico/prático, com aproximadamente 3 meses de duração, e um certificado médico (CMA). O tripulante em formação também deverá passar em uma prova de conhecimentos realizada pela ANAC, e terá seu certificado emitido.

Após estar formado, a companhia vai inserir você na seleção para o quadro de comissários de bordo, e se você passar na seleção começará os treinamentos na UniAzul.

 

Mecânico de aeronaves

A formação de um mecânico geralmente está vinculada a um curso de 1 ano e meio em alguma escola credenciada pela ANAC, e a especialização em uma de três categorias: Célula, Grupo Motopropulsor (motores) e Aviônica (Eletrônicos).

Como os manuais dos aviões são todos em inglês, você também deverá ter um bom nível de conhecimento na língua inglesa.

O funcionário em formação também deverá passar em uma prova de conhecimentos realizada pela ANAC, e terá seu certificado emitido.

Os novos funcionários de manutenção que passarem no processo seletivo poderão trabalhar em Viracopos (SP), a nova base de manutenção da Azul, Pampulha (MG) onde a Azul faz manutenção pesada em seus jatos narrowbody, ou em qualquer outra base do Tipo B, de manutenções mais leves e acompanhamento de frota.