A Azul está cada vez mais perto de fechar uma joint-venture com a TAP Air Portugal, companhia aérea portuguesa a qual tem 47,3% de propriedade direta e indireta.

A companhia submeteu ao conselho de acionistas da companhia a sua nova proposta de joint-venture com a TAP, que deverá ser votada no dia 9 de dezembro pelo conselho.

“Estamos entusiasmados com nosso investimento na TAP, na medida em que eles também avançam em seu plano de transformação de frota. Os recentes eventos de consolidação na Europa reforçam ainda mais o valor de nosso investimento, dada a localização estratégica e a posição de liderança da TAP entre a Europa e o Brasil. Além disso, hoje submetemos à aprovação dos acionistas a proposta para uma joint venture com a TAP, e acreditamos que essa parceria contribuirá com o crescimento de ambas as empresas nos próximos anos’”, diz um comunicado da Azul em sua página para investidores.

Se o negócio for aprovado, a Azul e a TAP poderão trabalhar como uma só companhia aérea, tanto na decisão dos voos novos e existentes como na movimentação da frota entre as temporadas.

As duas companhias já são parceiras compartilhando voos em seus hubs, além de possibilitar a compra de passagens Azul no Miles&Go ou TAP no TudoAzul. A Azul já alugou aviões temporariamente para a TAP, nos últimos anos, e a frota de ambas as companhias é bastante similar.