Azul

A Azul tem atualmente uma encomenda para 5 aeronaves do modelo A330-900neo fabricadas pela Airbus. Deste pedido a companhia já até recebeu sua primeira aeronave.

Mas em uma coletiva de imprensa realizada ontem, antes do primeiro voo comercial do A330neo, Marcelo Bento Ribeiro, diretor de alianças da Azul, disse que a empresa espera substituir as atuais aeronaves A330-200 pelo novo A330-900neo, desta forma a Azul poderia ter no futuro 12 aviões do modelo A330-900neo.

“Essa encomenda foi realizada para adicionar aeronaves na frota, posteriormente os A330ceo serão substituídos por aeronaves de nova geração”, disse Marcelo.

Apesar disso, Marcelo não revelou quando a Azul pretende fazer uma nova encomenda para o A330neo.

O novo A330-900neo da Azul é configurado com 298 assentos sendo 34 deles na Classe Executiva. Isso representa para a companhia uma expansão da oferta nas rotas internacionais, sem acrescentar mais voos ou aeronaves em determinada rota. Em comparação, o A330-200 transporta 272 passageiros, com o mesmo espaço para as pernas.

Outro atrativo do A330neo, de acordo com Marcelo, é uma economia de 18% por passageiro transportado a bordo. Os motores 10% mais econômicos contribuem para este cenário, enquanto a maior oferta de assentos diminuem o custo geral de operação.

Questionado sobre o Airbus A350, que a Azul já realizou uma encomenda antes de trocar pelo A330neo, Marcelo disse que não há expectativas da companhia operar com essa aeronave, que poderia ter 350 assentos na configuração da Azul, considerando a versão A350-900XWB.


“A opção pelo A350 era por ser o avião mais moderno daquela época, mas logo depois a Azul lançou o A330neo”, disse Marcelo. “Esse novo A330neo torna a companhia mais competitiva e resiliente”.

 

Confira a entrevista na íntegra abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA