Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Azul
Foto: Gisele Orquídea/Aeroflap

A Azul S.A. divulgou na noite desta quinta-feira (07/10) os resultados preliminares de tráfego de setembro de 2021. A companhia novamente registrou um crescimento na demanda do mercado doméstico, frente ao mesmo período de 2019.

A demanda doméstica de passageiros (RPKs) aumentou 8,7% em relação a setembro de 2019, frente a um aumento de 11,1% da oferta doméstica (ASKs), resultando em uma taxa de ocupação de 80,3%, cerca de 2% menor na comparação com o mesmo período de 2019.

Contudo, a companhia ainda enfrenta uma retração de 78% na demanda do mercado internacional, na comparação com 2019. Isso ocorre devido ao fechamento das fronteiras de vários países.

“A demanda doméstica no Brasil continua progredindo à medida em que aumentamos a nossa capacidade doméstica em 43% no trimestre. Forte tendência de vendas, com tarifas médias e receita vendida acima dos níveis de 2019. Estamos muito animados com o potencial da nossa receita para os próximos meses”, disse John Rodgerson, CEO da Azul Linhas Aéreas.

Outras companhias, como a GOL, ainda estão distantes de uma recuperação completa no mercado doméstico, de acordo com dados de agosto e setembro. Por este motivo, a recuperação de mercado da Azul é impressionante.

Veja mais detalhes na tabela abaixo:

A companhia planeja crescer ainda mais em 2021, e quer atender 135 destinos na alta temporada, sendo que esta será a sua maior malha no mercado doméstico em 13 anos de operações.

 

DEIXE UMA RESPOSTA