Caça F-35A dos USAF- Foto: USAF

A Bae Systems recebeu um contrato da fabricante norte-americana Lockheed Martin para produzir e entregar sistemas adicionais de guerra eletrônica (EW) para alguns lotes do caça furtivo F-35 Lightning II.

“Nosso objetivo é fornecer recursos que proporcionem aos combatentes uma vantagem distinta no campo de batalha”, disse Deborah Norton, vice-presidente de Soluções F-35 da BAE Systems. “Este contrato ressalta nossa parceria com a Lockheed Martin e nosso compromisso coletivo de fornecer sistemas de guerra eletrônica acessíveis, sustentáveis ​​e de classe mundial para combater as ameaças em evolução”, disse a empresa em nota.

No contrato assinado é estipulado que sejam fornecidos 500 sistemas EW. Além disso, está incluso um suporte a todos os estágios do ciclo de vida do produto, do desenvolvimento e produção à manutenção.

Um dos conceitos do Porgram F-35 Join Strike é essa possibilidade de mais de uma empresa está ligada ao projeto do caça de 5º geração que vem ganhando um mercado mundial nos últimos anos, como por exemplo a Polônia que escolheu esse vetor furtivo para usa força aérea.

DEIXE UMA RESPOSTA