Banco do Brasil acredita em melhor recuperação da GOL e Azul no pós-crise

Uma nova análise do BB Investimentos aponta que a retomada da demanda deverá ser mais saudável para a GOL e a Azul aqui no Brasil, pela maior participação das companhias em voos domésticos essenciais.

De acordo com a análise do Renato Hallgren, a posição da LATAM Brasil com a reestruturação do grupo na base da Recuperação Judicial, além do foco da companhia em voos internacionais, deve dificultar a retomada da LATAM.

“Ainda que as operações no Brasil não tenham sido incluídas no pedido de recuperação, acreditamos que a participação de mercado da Latam no Brasil poderá ser reduzida, confirmando assim uma nova configuração com Gol e Azul dominando o mercado brasileiro nos próximos anos”, prevê o analista.

Aeronaves da GOL na área remota do Aeroporto de Congonhas.

“Com isso, a Azul poderá aumentar sua participação para até 30% e a Gol deve operar com até 40% de participação de mercado”, afirma o analista, apontando que a LATAM deverá ter uma participação de 28 a 32% na retomada.

“Ainda que consideremos um cenário desafiador nos próximos trimestres, continuamos confiantes com as teses de investimentos da Gol e da Azul no longo prazo”, completou Hallgren, que ressaltou a possível baixa demanda em 2021, ainda menor em comparação com dados de 2018 e 2019.

 

DEIXE UMA RESPOSTA