Bahía de los Troncos, em Bariloche.

A reabertura na argentina foi gradual e Bariloche foi a primeira cidade a permitir visitantes, em novembro de 2020.

Desde então, já recebeu mais de 200 mil turistas e recuperou os mesmos níveis de conectividade aérea com Buenos Aires e demais destinos argentinos, comparado com o verão de 2020, pré-pandemia.

Para a reabertura, foram definidos protocolos de segurança, como restrição de horários e quantidade de pessoas, além de uma política de controle e supervisão, garantindo a segurança de todos.

A boa experiência com o verão permite otimismo para a indústria do turismo argentina, que teve ocupação média maior que 80% em segmentos como luxo e turismo familiar.

Para a temporada de inverno, além do sucesso com o turismo interno, Bariloche e a Argentina aguardam decisão de seu Governo Federal para que as fronteiras sejam abertas a visitantes brasileiros e de todo mundo.

Desde o início da pandemia, Bariloche iniciou uma campanha de comunicação com foco no dia de reabertura: “As ações promocionais contínuas e específicas da temporada nos permitiram captar diferentes perfis de viajantes, o que reflete nos resultados obtidos. A ação promocional planificada em meios on-line, redes sociais, meios tradicionais e ações segmentadas estão mostrando bons resultados nesta temporada”, explica Diego Piquin, Diretor Executivo do Ente de Promoção Turística de Bariloche, EMPROTUR.