Bilhetes para restaurante no Airbus A380 da Singapore foram esgotados em 30 minutos

A Singapore Airlines colocou em pratica uma ideia bem diferente para tentar lucrar um pouco em meio à crise. Com diversas restrições ainda impostas pelos países, somada a lenta recuperação da demanda, as companhias agora estão obrigadas a inovar com seus produtos. 

Algumas empresas fizeram o voo para “lugar nenhum”, que nada mais é do que decolar de um aeroporto, sobrevoar pontos turísticos e pontos onde somente com o avião pode se ver. Esses voos tem sido um sucesso, dado que são todos seguros, não estarão adentrando nenhum outro país e ainda terão os mesmos benefícios de um voo normal. 

A Singapore Airlines fez diferente, conforme relatamos há algumas semanas, a companhia aérea vai utilizar um de seus A380 como restaurante. Ao invés de realizar um voo, a Singapore decidiu proporcionar uma experiência diferente para os clientes.

Restaurante A380
Foto: Singapore Airlines

Respeitando todos os protocolos de segurança e distanciamento, a Singapore não colocou todos os assentos do A380 a venda. Os valores variam de acordo com a classe que o cliente escolher almoçar ou jantar, desfrutando de um cardápio totalmente único feito pelo chefe Shermay Lee.

As vendas surpreenderam, foram esgotadas em 30 minutos. Devido a grande demanda e a compra extremamente rápida, a companhia vai colocar uma lista de espera. A grande experiência não conta somente na gastronomia, mas também em todo o entretimento oferecido a bordo além dos presentes e lembranças. 

Uma forma boa de aproximar do público nesse momento tão delicado que a aviação enfrenta além da crise na aviação. A Singapore se junta a outras companhias como Qantas, Starlux, ANA e EVA Air à Air India, Asiana Airlines e Royal Brunei em busca de novas experiências para o cliente e uma nova forma de obter lucro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA