Boeing 737 MAX da GOL realiza mais um voo de testes

Boeing 737 MAX GOL

Nesta sexta-feira (27/11) o Boeing 737 MAX 8 da GOL Linhas Aéreas, de matrícula PR-XMA, realizou mais um voo de teste, agora com praticamente o dobro de duração, em comparação com o primeiro voo de certificação nesta quinta-feira (26).

Neste voo provavelmente os tripulantes fizeram testes em mais sistemas da aeronave, que ficou estocada durante 20 meses, e foi recentemente atualizada e certificada. O mesmo avião cumpriu ontem um voo para a certificação da ANAC, realizando um curto teste de MCAS durante o mesmo.

A ANAC retirou a Diretriz de Aeronavegabilidade que restringia a operação do MAX no Brasil após concordar com a avaliação da FAA de que todos os elementos técnicos e regulatórios necessários para endereçar as questões de segurança foram realizados.

A Diretriz de Aeronavegabilidade da FAA, divulgada no dia 20/11, foi adotada também pela ANAC e tem vigência automática no Brasil, devendo ser cumprida de imediato pelos operadores aéreos que pretendem operar o modelo. Atualmente, somente a Gol Linhas Aéreas possui aeronaves Boeing 737-8 MAX na frota brasileira. 

O retorno do Boeing 737 MAX às operações da Companhia ocorrerá de forma progressiva ao longo das próximas semanas.

Ao todo são 7 aviões estocados, e que no momento estão no principal centro de manutenção da GOL, em Confins. A GOL ainda deve receber mais 13 a 14 aviões Boeing 737 MAX nos próximos meses, e tem uma encomenda para 95 aviões deste modelo no momento.

Os 737 MAX são os únicos aviões da frota capazes de cumprir voos sem escalas de Brasília para Miami e Orlando, como estavam realizando antes da atual crise na aviação. Os 737-800 também podem cumprir esses voos, mas com escalas na maioria das vezes.


 

DEIXE UMA RESPOSTA