Boeing 777X Aeronaves

O Boeing 777X avança mês a mês para sua certificação definitiva, nos últimos dias de fevereiro e nos primeiros de março os aviões protótipos realizaram diversos voos de teste. Todos os protótipos são da versão -9X, tendo 4 aeronaves ao todo.

O N779XZ que é o 4º protótipo, realizou um voo ontem(02) rumo ao sul mas não pousou em lugar nenhum. A aeronave fez o voo a 33 mil pés, curvou próximo de Sacramento e retornou. O voo foi realizado duas vezes sem que o Boeing pousasse, apenas na volta do segundo voo a aeronave pousou em Seattle. Os voos totalizaram pelo menos 5 horas de duração.

Desde o mês de setembro, quando o N779XZ foi apresentado, a aeronave realizou 19 voos até então. Está foi a mesma aeronave que foi realizar testes em temperaturas extremas no Alasca no começo do mês de fevereiro.

O quarto protótipo tem sido muito utilizado em voos de longa duração e com grandes distâncias. O primeiro deles aconteceu no dia 23 de fevereiro, decolando de Seattle e voando por mais de 4 horas até na Dakota do Norte e retornando. 

O segundo voo durou pouco mais de 5 horas, partindo de Seattle e sobrevoando a costa da Califórnia, aonde realizou algumas manobras. O voo do dia 26 de fevereiro, durou mais de 6 horas e com diferenças para os outros realizados dias antes.

O voo do dia 26 partiu de Seattle e sobrevoando a Califórnia e Oregon, porém a diferença estava nas manobras e altitudes. O Boeing 777X de matrícula N779XZ realizou subidas e descidas além de algumas curvas, o avião chegou a voar por pouco mais de 1 hora em baixa altitude, cerca de 10 mil pés.

O voo do dia 1º de março foi dedicado a levar o avião em seu teto máximo, com uma altitude de 43 mil pés. O 777X realizou mais um voo até próximo de Sacramento a 43 mil pés e retornou a Seattle cerca de 2 horas depois.

Os outros Boeings 777X

Foto – Jason Redmond / AFP

O primeiro Boeing 777X que recebeu a matrícula N779XW, realizou 26 voos no mês de janeiro, sendo a aeronave mais utilizada até então. Agora tem feito voos de baixa altitude em Oklahoma, com a realização de manobras. 

O segundo protótipo, que possui a matrícula N779XX tem realizado 12 voos no mês com uma média de duração de 3 horas em cada voo. Nos últimos meses tem realizado voos com mais de 5 horas de duração assim como o quarto protótipo.

O terceiro protótipo de matrícula N779XY, não realiza voos desde o mês de janeiro, se tornando o o 777X menos utilizado. Muito provavelmente deve estar realizando testes em solo. A Boeing está a todo vapor para buscar a certificação de seu novo avião, que deverá entrar em operação apenas depois de 2023.