A Royal Jordanian divulgou imagens recentes de um Boeing 787 da companhia que precisou ser descontaminado, após uma missão de voo de repatriamento, de Wuhan, na China para Amã, operado neste último sábado (01).

O voo foi operado por um Boeing 787-8 de matrícula JY-BAE, que trouxe a bordo jordanianos, palestinos e árabes que viviam em Wuhan.

A Royal Jordanian diz que realizou uma desinfecção trifásica de toda a aeronave, ao longo de duas horas, usando “os melhores materiais e equipamentos de limpeza” de uma equipe local “altamente qualificada”.

A companhia aérea afirma ter “confiança” na segurança do procedimento, acrescentando: “Foi utilizado o protocolo inovador de esterilização eletrostática, seguindo as melhores práticas”.

Setenta e um passageiros estavam a bordo da aeronave, juntamente com o pessoal médico da Jordânia. As autoridades médicas chinesas também realizaram verificações em passageiros em Wuhan antes do embarque, disse a companhia.

A aeronave até o momento não retomou a operação dos voos comerciais.

 

Via – FlightGlobal

 

DEIXE UMA RESPOSTA