Avianca Boeing 787
Foto - Boeing/Reprodução

A Avianca anunciou que operará a aeronave Boeing 787-8 Dreamliner como seu único tipo de modelo de grande porte para voos de longa distância, atendendo às necessidades de capacidade e rota atuais e futuras da companhia aérea e impulsionando eficiência e lucratividade com uma pegada ambiental menor.

Um dos objetivos estratégicos da Avianca é simplificar sua frota e aumentar a eficiência; selecionar o 787-8 como o único tipo de aeronave da companhia para voos de longa distância é um passo importante em direção a esse objetivo. Graças aos diálogos abertos e construtivos com a Boeing, a Rolls-Royce, arrendadores e instituições financeiras, temos o orgulho de poder confirmar que continuaremos a operar o Dreamliner, uma aeronave excepcional que, dadas suas capacidades, características, eficiência e conforto, é a melhor solução para nossa empresa e nossos clientes. Esperamos manter nossas poltronas reclináveis da classe executiva, visando nossos clientes corporativos fiéis, enquanto redesenhamos o resto da cabine com assentos de última geração nos próximos 18 meses”, disse Rohit Philip, Diretor Financeiro da Avianca.

Os principais benefícios para a Avianca do 787-8 como sua solução de fuselagem larga para passageiros são:

  1. Preparada para o futuro: a aeronave continua sendo uma plataforma de ponta, fornecendo à Avianca uma solução de longo prazo para as necessidades de sua frota de longa distância.
  2. Conforto para o passageiro: a pressurização na cabine do 787 é otimizada e o ar menos seco, graças ao desenho da aeronave, melhorando a experiência do passageiro em voos de longa distância.
  3. Pegada ambiental menor: a tecnologia do Dreamliner permite que ele alcance uma distância maior, consumindo 20% menos combustível e gerando emissões de CO2 significativamente menores em comparação com aeronaves da geração anterior.
  4. Melhores resultados financeiros: a aeronave fornece maior capacidade de carga útil, maior eficiência de combustível e maior capacidade de assentos, melhorando significativamente a contribuição da frota de fuselagem larga para os resultados financeiros da Avianca.

Ewen McDonald, Diretor de Cliente da Rolls-Royce Civil Aerospace, disse: “Durante a pandemia, fizemos tudo o que pudemos para apoiar nossos clientes enquanto eles administravam o impacto da Covid-19 em suas organizações, trabalhando em estreita colaboração com eles para encontrar soluções para os desafios enfrentados. Estamos muito satisfeitos com a decisão da Avianca de manter a aeronave 787 com o motor Rolls-Royce Trent 1000 e esperamos trabalhar com a Avianca por muitos anos mais”.

Gostaríamos de agradecer à Avianca por seu compromisso contínuo com o 787 Dreamliner. A aeronave, e seu desempenho econômico e ambiental de ponta, atenderá bem a Avianca à medida que a empresa cresce durante a iminente recuperação do mercado“, disse Ricardo Cavero, vice-presidente de vendas, América Latina e Caribe, Boeing Commercial Airplanes.

O 787 é considerado uma das aeronaves com a mais avançada tecnologia de aviação disponível. Ele possui iluminação dinâmica baseada em LEDs para cada momento do voo, janelas maiores, compartimentos superiores para bagagem de mão maiores, níveis menores de ruído interno e redução das emissões de CO2 devido à tecnologia de seus motores.

A altitude de pressurização mais baixa da cabine é um de seus diferenciais, auxiliando os passageiros a chegarem bem descansados e com ajustes de umidade que evitam o ressecamento e desconforto para os olhos e o corpo

Confira as tecnologias do Boeing 787 no vídeo abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA