Boeing 787
Foto - Boeing

A Boeing anunciou hoje (23/12) que seu Conselho de Administração nomeou o atual Presidente, David L. Calhoun, como CEO e Presidente, a partir de 13 de janeiro de 2020.

Calhoun continuará sendo um membro do Conselho de Administração. Além disso, o membro do Conselho Lawrence W. Kellner se tornará Presidente-não-executivo do Conselho, com vigência imediata.

A Companhia também anunciou que Dennis A. Muilenburg renunciou a seus cargos de CEO e diretor do Conselho em vigor imediatamente. A Boeing já tinha retirado Dennis da presidência do conselho, para ele concentrar nas atividades de CEO.

Dennis Muilenburg. Foto – AP

O Diretor Financeiro da Boeing, Greg Smith, atuará como CEO interino durante o breve período de transição, enquanto Calhoun encerra seus compromissos que não envolvem as operações da Boeing.

O Conselho de Administração decidiu que era necessária uma mudança de liderança para restabelecer a confiança na empresa em avançar, pois trabalha para reparar o relacionamento com reguladores, clientes e todos os demais fornecedores, durante a crise de retorno do 737 MAX aos voos comerciais.

De acordo com a empresa sob a nova liderança da empresa, a Boeing operará com um compromisso renovado com total transparência, incluindo comunicação eficaz e proativa com a FAA, outros reguladores globais e seus clientes.

“Em nome de todo o Conselho de Administração, estou satisfeito por Dave ter concordado em liderar a Boeing neste momento crítico”, disse Kellner. Ele acrescentou: “Dave tem uma profunda experiência no setor e um histórico comprovado de forte liderança, e reconhece os desafios que devemos enfrentar. A Diretoria e eu esperamos trabalhar com ele e o restante da equipe da Boeing para garantir que hoje seja um marco importante.” novo caminho a seguir para a nossa empresa “.

Calhoun disse: “Acredito firmemente no futuro da Boeing e do 737 MAX. Estou honrado em liderar esta grande empresa e os 150.000 funcionários dedicados que estão trabalhando duro para criar o futuro da aviação”.