Drone da Boeing, Airpower Teaming System- Foto/Divulgação: Boeing

A Boeing revelou no show aéreo de Avalon, em Victoria, na Austrália, um modelo de um novo veículo aéreo não-tripulado chamado Airpower Teaming System.

O novo veículo aéreo não tripulado (UAV) é semelhante a outro conceito da Loyal Wingman, do Laboratório da Força Aérea dos EUA, a Boeing diz que está co-desenvolvendo o drone com o Governo da Austrália, mas projetou o drone não para qualquer requisito militar específico.

A Boeing e a Austrália produzirão um demonstrador de conceito denominado Loyal Wingman – Programa de Desenvolvimento Avançado, cujo objetivo é fornecer aprendizados-chave para a produção do Sistema de Teaming da Boeing Airpower.

O Airpower Teaming System pode fazer missões conjuntas com aeronaves tripuladas como é mostrada nesta arte da Boeing.

A previsão de voo deste novo drone é já para 2020, cerca de três exemplares serão construídos.

O Airpower Teaming System destaca-se por ser o primeiro UAV da Boeing a ser construído fora dos EUA.

Essa nova visão de drones como o Airpower Teaming System é a possibilidade dos mesmos se unirem à aeronaves tripuladas, como caças como o Boeing F/ A-18 Super Hornet ou o Lockheed Martin F-35 Lightning II, em cenários de combate aéreo e ataque de alvos.

O preço de construção cada drone é de US$ 2 milhões. Cada avião mede cerca de 11,7 metros de comprimento e terão um alcance de mais de 3704 km.