Boeing concluiu 800 voos de teste com 737 MAX

737 MAX
Foto - Divulgação/Boeing

A Boeing divulgou nesta última terça-feira (22/10) um comunicado de imprensa abordando o progresso do retorno ao serviço do 737 MAX.

A aeronave está impossibilitada de operar há mais de meio ano após um segundo acidente fatal do tipo em março. Até agora, mais de 800 voos de teste com o novo software do 737 MAX foram executados.

O Boeing 737 MAX foi o centro das atenções no mundo da aviação este ano. Há quase um ano, uma aeronave operada pela Lion Air caiu pouco depois da decolagem, resultando em significativa perda de vidas.

Quando um acidente quase idêntico afetou um Ethiopian Airlines 737 MAX em março, a aeronave foi progressivamente deixada fora de uso em todo o mundo. Desde então, a Boeing tem trabalhado incansavelmente para recuperar o status e segurança do 737 MAX.

 

O que está acontecendo?
Hoje, a Boeing publicou um comunicado de imprensa intitulado “Boeing Progress on 737 MAX Safe Return to Service”. Nisso, o fabricante da aeronave aproveitou a oportunidade para abordar o progresso que está fazendo ao retornar o Boeing 737 MAX para o serviço.

Dois tópicos principais foram abordados pela empresa. Estes foram intitulados “O que estamos fazendo”, além de “O que mudamos”. Várias coisas, desde a assistência às famílias das famílias afetadas até mudanças na governança, foram discutidas pelo fabricante. No entanto, a Boeing também entrou em detalhes sobre o andamento dos testes de voo para este avião.

De acordo com a Boeing, estão sendo feitos progressos no teste da correção de software que pode fazer com que o 737 MAX volte a ativa. O fabricante diz que até agora mais de 800 voos foram realizados utilizando o novo software. Isso equivale a cerca de 1500 horas de voo, proporcionando um tempo médio de voo de cerca de 1,9 horas.


Cá entre nós, uma companhia aérea como a GOL já opera 800 voos por dia.

Além disso, um grande número de pessoas esteve envolvido em testes de simulador do software atualizado. Pouco menos de 450 pessoas já pilotaram o novo software Boeing 737 MAX no simulador. O fabricante diz que esses indivíduos vêm de 140 empresas em todo o mundo, incluindo clientes da Boeing, além de reguladores.

 

O que mais está acontecendo?
A Boeing também se envolveu em outras tarefas relacionadas ao 737. Em primeiro lugar, o fabricante estabeleceu um fundo para ajudar as pessoas afetadas pelas falhas do 737 MAX.

A Boeing realizou 20 conferências em todo o mundo. Nestas, mais de 1.100 pessoas estiveram presentes aprendendo sobre como será realizada a enorme tarefa de retorno ao serviço. Além disso, a Boeing continuou a fornecer suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana aos clientes, com as aeronaves em volta, além de suporte para as pessoas e empresas que devem receber a aeronave.

DEIXE UMA RESPOSTA